18 janeiro 2009

Catherine Hardwicke, Peter Jackson (entre outros) parem quietos!

Sinceramente, a época em que em rejubilava quando faziam o filme de um livro que eu gosto já passou há muito tempo. Tenho que admitir que o meu maior problema nem é o que eles fazem à história, aos personagens ou mesmo aos pormenores a que eu ligo tanto. Isso pode ser ignorado se nos esforçarmos por isso e fingirmos que a película nem sequer foi feita. Ando a fazer isso com o “Senhor dos Anéis” e, no momento, com o “Twilight” – ou “Crepúsculo”, como foi traduzido cá em Portugal.
Foi exactamente por causa deste último que cheguei a uma conclusão que me fez franzir o sobrolho e pensar irritada que mais valia a pena deixarem a porcaria das grandes histórias em paz. Porque, vejam isto do ponto de vista de uma leitora compulsiva, de repente, toda a gente se torna uma grande especialista naquela história sem nunca sequer ter lido os livros. Felizmente ainda há aquelas pessoas que ainda lêem os livros e essas ainda são as que eu mais tolero entre os “nouveu-fans”.
Mas, voltando aos que apenas vêem os filmes, nós, os fãs antigos, os que leram os livros quando ainda ninguém alguma vez ouvira falar – neste caso especifico – de “Twilight”, somos confundidos com esses – voltando a usar a expressão – “nouveu-fans”. Vamos a ver, há seis meses atrás eu andava a morrer porque o “Breaking Dawn” ia sair nos EUA – e cá ainda nem sequer saiu – e as pessoas ainda estavam às cegas sobre o filme. “Sobre vampiros”, “Com o bonzão que entrou no Harry Potter 4”, coisas assim era o que se ouvia.
E agora, dois meses desde que saiu o filme, toda a gente percebe daquilo, toda gente sabe tudo sobre os personagens e sobre os seus gostos e as suas relações. E nós, os que já leram todos os livros – não resisti e comprei e li o último em inglês – somos às vezes confundidos com esses fãs que percebem pouco ou nada.

Por isso, por favor realizadores, deixem os bons livros em paz. Estão a estragar a vida a muitos grandes fãs, criando uma raça – que devia ser exterminada –, esses “nouveu-fans”.

1 comentário:

X_x disse...

Eu descobri uma coisa.
Foi assim:

Como deve ser do conhecimento/memória geral, Cedric Diggory participou no torneio dos três feiticeiros e a coisa não lhe correu bem. Aliás, lá para o final do labirinto, ele acabou caidinho no chão.
Toda a gente ficou muito "ohhh... wtffff.... ohhhhhhhh... chamem um mééédicooo" (sim, toda a gente arrasta as palavras naquele mundo).
Foi aí que apareceu Carlisle que, enquanto ninguem estava a olhar, lhe deu uma mordidinha. Cedric esperneou durante um bocadinho (na altura o processo era mais rápido porque as pessoas não eram tão preguiçosas) e quando voltou a si virou-se para o outro:
- Wtf?! W..w...wtf?!
Carlisle disse-lhe muito rapidinho ao ouvido que ah e tal, agora ele era um vampiro e que, para ninguém o reconhecer, o nome dele era agora Edward.
O jovem acenou com a cabeça e os dois foram-se embora e ninguém o reconheceu mais porque agora o nome dele era outro.

FIM